Em formação

Substitua seu treinador por um ronronar - um gato é o melhor motivador do mundo!



Você se sente oprimido pela realidade cinzenta? Você não sabe como se motivar para agir? Aproveite o conselho de um mais esperto que você. Você tem um treinador de verdade em casa!

  • Morando com um gato

Palestrantes motivacionais, treinadores mentais e treinadores de sucesso são extremamente populares nos dias de hoje. Alguns deles alcançaram grande popularidade e se cercaram de uma enorme multidão de fãs - não apenas pacientes. Eles organizam reuniões, grandes eventos e as prateleiras das livrarias estão cheias de seus livros e guias dedicados à motivação amplamente compreendida e à autorrealização, a partir da qual podemos aprender como viver melhor. Essas pessoas devem levantar seu ânimo, instilar um pouco de entusiasmo, encorajá-lo e dar o impulso proverbial para novas ações. No entanto, se você pensar sobre isso e olhar em volta, os amantes de gatos têm seus treinadores individuais em casa. Eles são seus ronronos! O gato nos motiva a lutar por nós mesmos e nos ensina muitas coisas que precisamos na vida.

1. O gato ensina auto-aceitação

Cada um de nós gostaria de ser amado e amado na vida. Porém, é difícil gostar e amar alguém que não gosta e se aceita. É como exigir dos outros algo que não podemos fazer por nós mesmos. Qualquer motivador lhe dirá que o primeiro passo para sua própria felicidade e essa felicidade é amar a si mesmo. O gato é talvez o melhor exemplo de autoaceitação. Ele não tem complexos, não quer ser outra pessoa, fica feliz em ser gato. E não quero ser um gato diferente - nem da vizinhança, nem do anúncio de comida de gato. Ele também não quer ser um cachorro e não inveja os outros porque existem outros. O gato não precisa e não quer fingir nada.

Infelizmente, a maioria de nós não gosta de nós mesmos. Gostaríamos de ser diferentes, melhores. A verdade é que, se não nos aceitarmos, enfrentaremos dor e decepção por toda a vida. O gato nos motiva a gostar de nós mesmos como somos, independentemente de padrões insuperáveis, e considerá-lo uma vantagem.

2. Um gato é um exemplo de autoconfiança

Olhe para o gato - ele tem orgulho de quem ele é e de sua aparência. Não importa a aparência. Ele certamente não se preocupa com suas falhas ou deficiências visuais. Essa autoconfiança inabalável faz com que todos ao seu redor automaticamente gostem dele, o admirem e o respeitem. Sua atitude o torna muito mais atraente aos nossos olhos. O gato sempre parece ser o centro das atenções, mesmo que não o procure. Todos não olham para ele assim que ele aparece na sala? É a confiança que emana dele que torna impossível tirar os olhos dele.

Não existem gatos comuns, do qual eles provavelmente estão bem cientes, porque podem transformar cada uma de suas características em um ativo. E se pegássemos um exemplo deles e abríssemos com ousadia todas as portas com a sensação de que alguém está nos esperando atrás deles, em vez de timidamente perguntar se podemos entrar?

3. Um gato não se preocupa com a opinião dos outros, é independente e livre

Independência é uma característica pela qual provavelmente todos nós nos esforçamos. Queremos poder tomar nossas próprias decisões e nunca ter que pedir consentimento a ninguém. Enquanto isso, a independência é uma característica inata e indispensável do ronronar. O gato é guiado pelos seus próprios motivos e não está sujeito a qualquer hierarquia ou pressão. Ele não tem que se explicar a ninguém, justificar seu comportamento. O gato sabe perfeitamente quem gosta dele e quem não gosta. No entanto, ele não se importa nem um pouco e não busca a simpatia de ninguém porque sabe que não tem que fazer isso.

Essa independência e independência são a base da liberdade do gato. Somos livres? Não está vinculado a nenhuma obrigação que muitas vezes entra em conflito com nossos próprios interesses e desejos? Podemos dizer o que queremos, como quem queremos e ir aonde quisermos? A questão não é começar a viver em plena anarquia, mas ter um pouco de independência em todos os aspectos da vida e não fazer nada contra a sua vontade. O gato nos motiva a assumir o controle de nossa própria vida, mesmo que por um momento.

4. Faça o que quiser

Quando foi a última vez que você fez algo para si mesma? Você já reservou uma hora do dia para fazer o que realmente gosta? Na semana passada, você dedicou um momento à sua paixão? Você conheceu um amigo? Alguém para te animar? Se não, então você definitivamente precisa compensar. Um pouco de egoísmo saudável não só machuca, mas pode ajudar muito! Deixe o gato motivá-lo a fazer algo por você todos os dias.

Trabalho, casa, vida cotidiana, rotina. Estresse, frustração, corrida desenfreada, relacionamentos tóxicos - essas são a vida cotidiana de muitas pessoas. Muitos desses aspectos são difíceis de evitar, mas se você faz o que ama com mais frequência, pare de se preocupar com as pessoas de quem não gosta, faça algo para você e para as suas próprias necessidades, e não de outra pessoa? A liberdade de escolher e fazer o que quiser é a essência da vida de um gato. Passamos a maior parte de nossas vidas fazendo algo que não nos dá prazer nem satisfação. Uma semana de férias por ano costuma ser o único trampolim que nos permitimos. Se você pensar sobre isso tão profundamente, descobrimos que ficaremos infelizes o dia todo! Reserve um tempo para aproveitar sua vida ao máximo.

5. O gato motiva você a ser assertivo

Para que você não precise fazer o que não quer, um pouco de assertividade será útil. O seu gato está concordando humildemente com algo que não tem vontade de fazer? Oh não ... Você não pode forçar o gato a fazer nada. Nem para comer, nem para brincar, nem para passear, nem para acariciar. Se mruczek não quiser, ele vai deixar você saber disso claramente. Efeito? Ele provavelmente não terá que fazer isso. Objetivo alcançado. E nós? Muitos de nós temos problemas com a assertividade, com o respeito devido à nossa opinião e com o direito ao nosso espaço. Nós nos permitimos subir em nossas cabeças!

Enquanto isso, os gatos não se permitirão ignorar sua própria opinião. Tente pisar na marca do seu ronronar e você logo descobrirá que deve ter mais cuidado! Alguns podem tentar agarrar seu espaço e dominá-lo, mas lembre-se de que eles só conseguirão fazer isso na medida em que você concordar. Você define seus próprios limites. Deixe o gato motivá-lo a obedecê-los e defendê-los.

6. O gato evita conflitos

Como você sabe, a natureza do gato está estruturada de forma a não se prejudicar por nenhuma ação. Portanto, os ronronados evitam brigas, brigas e confrontos. Os gatos sabem que qualquer conflito pode terminar em sua saúde, o que por sua vez reduz suas chances de sobreviver na natureza. Em casa, também preferem evitar um indivíduo impopular e olhar para baixo para não provocá-lo a um ataque, em vez de calçar as luvas imediatamente. A exceção é, claro, a luta pelo território e pelo tempo dos Cupidos - mas é na hierarquia de valores do gato que ele está no topo e é por isso que a luta!

Como é no mundo humano? Guerras, conflitos, uma luta eterna pelo domínio do mundo. Além disso, brigas em casa, conexões tóxicas e fofocas no trabalho. Bem, aparentemente os gatos estão em um nível de desenvolvimento mais alto do que os humanos porque eles sabem que as guerras não são vencedoras - existem apenas perdedores.

É muito importante na vida dar felicidade aos outros. No entanto, nenhum comportamento altruísta é possível sem satisfazer os próprios desejos. O gato nos motiva a implementá-los. Tenha a coragem de conviver em harmonia com eles como um gato. Inspire-se nele, tome um punhado de sua sabedoria inata. Deixe os conselhos do gato lhe servirem na sua vida pessoal e profissional.


Vídeo: Motivacional - Trabalho em equipe - Juntos fazemos mais e melhor! (Setembro 2021).