Curto

Tétano canino: prevenção e tratamento


A melhor maneira de proteger seu cão de uma doença rara do tétano é um bom e higiênico tratamento de feridas. Se houver uma infecção, o tratamento deve ser realizado pelo veterinário o mais rápido possível. A vacinação contra o tétano em cães também é possível. O tétano anterior é tratado em cães, melhor - Imagem: Shutterstock / Byelikova Oksana

Se o seu cão se machucar em um fragmento, cerca de arame farpado ou em uma briga, a ferida deve ser limpa, desinfetada e, se necessário, enfaixada imediatamente. Portanto, as bactérias perigosas que podem causar tétano não têm chance.

Cuidado: feridas profundas e de fechamento rápido são particularmente perigosas para o cão e também podem causar infecções em áreas não detectadas, como a boca. É melhor consultar um veterinário para cuidar de feridas. Ele também decide se o tratamento preventivo da doença com antibióticos é necessário.

Tétano em cães: a vacinação voluntária

A vacinação contra o tétano é uma das chamadas vacinações não essenciais ou eletivas e, portanto, não é uma obrigação para os donos de cães. Os cães raramente são infectados com tétano. A vacinação é, portanto, apenas condicionalmente recomendada devido aos possíveis efeitos colaterais.

Para um cão que viaja muito em terrenos acidentados com risco aumentado de lesões, a vacinação pode fazer sentido. O seu veterinário pode aconselhá-lo sobre a necessidade, dar-lhe conselhos detalhados e examinar o animal minuciosamente se você deseja tomar esta precaução.

Fascinante: fotos de cães em preto e branco

Tratamento de tétano em cães

Se você descobrir sintomas de tétano em seu cão, apesar de todo cuidado, entre em contato imediatamente com um veterinário. A doença é tratável se for reconhecida precocemente, mas requer cuidados médicos intensivos, o que pode levar várias semanas.

Dependendo do progresso e da gravidade dos sintomas, surgem o plano de tratamento e as chances de recuperação do seu amado amigo de quatro patas. Antibióticos são usados ​​para matar germes na ferida. Além disso, são utilizados soros imunes, medicamentos e preparações para relaxar os músculos em caso de doenças graves.

O animal precisa de descanso absoluto durante a recuperação e, se a doença não interferir em nenhuma função vital, deve se recuperar completamente em cerca de quatro semanas.